Nadja F. G. Serrano, José Roberto P. A. Lima e Eduardo X.F.G. Migon: Análise comparativa entre as experiências de recepção de imigrantes no Brasil e em países europeus – um foco em doenças transmissíveis

17/11/2020


Para estes países europeus a decisão de dar refúgio é independente do diagnóstico de TB ativa. No Brasil, para solicitações de residência feitas diretamente na Polícia Federal, não há questionamento sobre o estado de saúde do imigrante/refugiado, nem necessidade de um certificado emitido por profissional médico.


Fonte: Nadja F. G. Serrano, José Roberto P. A. Lima e Eduardo X.F.G. Migon